Itamaracá

Itamaracá:
A principal atração é Forte Orange, erguido pelos portugueses em 1654. Da praia ao lado saem barcos de passeio para  Ilhota Coroa do Avião, piscinas naturais e manguezais. Na parte sul da ilha também está Centro de Preservação do Peixe-Boi Marinho.
Pontal da Ilha: Tranqüila, com casas de veraneio. Tem ondas calmas. Fica em frente à Ilha do Celeiro e a Barra de Catuama.
Do Fortinho (Enseada dos Golfinhos): Pouco movimento, com coqueiros, areia clara e batida. Vila de pescadores.
Do Sossego (Lance dos Cações): Faixa de areia fina, inclinada e escura. Águas calmas. Na maré baixa formam-se bancos de areia a 30 m da praia. Pontal do Jaguaribe: Fica em uma vila de pescadores. Perigosa por causa da Foz do Rio Jaguaribe.
Jaguaribe: Urbana. Sargaços tornam as águas turvas. Em agosto há o Festival de Pesca da Agulha. Imprópria para banhos durante a temporada. Quatro Cantos: Urbana, com recifes e muitos sargaços.
Pilar (Corrupio): Fica mais próxima do Centro. É uma extensão da Quatro Cantos.
Baixa Verde: Movimentada, mar calmo, recifes, currais de peixes e bares.
Rio Âmbar: Mar calmo, Iate Clube de Itamaracá.
Forno da Cal: Faixa reta de areia batida, mar calmo e algumas pedras. Aqui fica Centro de Preservação do Peixe-Boi Marinho.
Do Forte Orange: É uma extensão da Forno do Cal. Tem águas calmas e areia batida. Na maré baixa pode-se ir até as Piscinas dos Currais (20′ de barco). Barcos e jangadas para a Ilhota Coroa do Avião.

Compartilhe no:
  • Orkut

Tags:

Deixe um comentário